CDPR defende Cyberpunk 2077 após alegações

Depois de revelados alguns polêmicos pontos do desenvolvimento de Cyberpunk 2077, em uma reportagem na Bloomberg, o diretor Adam Badowski defendeu o jogo em seu perfil pessoal no Twitter.

Segundo ele, a quantidade de entrevistados, 20 funcionários e ex-funcionários, não chega perto de fazer a maioria dos 500 profissionais que trabalharam no desenvolvimento do jogo.

Além disso, contou que cortes de conteúdos durante a produção dos jogos é algo extremamente normal, e que uma das funcionalidades do jogo, a emboscada de carro, existia nos primórdios do jogo e está presente na versão final do game.

Este último trecho é uma resposta direta as alegações de que a versão demo mostrada na E3 de 2018 seria falsa. Porém, Badowski defende o jogo, dizendo que era uma versão de desenvolvimento e que mudanças aconteceriam no game.